Berklee Blogs

First-hand accounts of the Berklee experience

Acesso ao Camarim da Banda do Djavan! – Meet Djavan’s Band!!

Segunda eu escrevi sobre o show do Djavan no Berklee Performance Center que ocorreu no dia 31 de Outubro. Hoje vou escrever sobre o que aconteceu após a apresentação. Eu e uns bons amigos que me acompanharam no show ficamos alguns minutos depois do fim do evento tentando conseguir  um momento com o Djavan e seu grupo. Felizmente um dos meus amigos que por sinal, é um excelente músico e compositor, Apoena Frota, conhecia membros da banda e assim fomos autorizados a ir até o camarim.

Começarei por André Vasconcellos, o músico que toca baixo elétrico e acústico, nascido em Brasília. André é um dos músicos mais requisitados e populares do Brasil. Sua versatilidade o proporcionou posições em diversas bandas de variados estilos. No seu myspace (http://www.myspace.com/andrevasconcellos) é possível ver uma lista contendo os nomes dos artistas com quem André ja tocou, gravou ou produziu. Artistas de jazz como Hamilton de HolandaHermeto Pascoal, Leo Gandelman, Celso Fonseca, etc. Nomes da música popular brasileira como Djavan, Seu Jorge, Rosa Passos, João Bosco, Flavio Venturinni,etc. André também foi o produtor de seu próprio disco, Observatório e de vários outros trabalhos de vários artistas brasileiros.


O baixista foi o primeiro a nos receber no camarim. André nos deu cópias de seu mais novo disco como presentes. O disco, que se chama 2, foi produzido pelo proprio baixista e  contém músicas de altíssimo nível.

Por trás do internacionalmente famoso kit de percussão do grupo do Djavan está Marcos Suzano, o rei do pandeiro. Marcos é famoso por ter tocado com muitos músicos brasileiros e internacionais, como Nando Reis e Sting. Nascido no Rio de Janeiro, Marcos era originalmente um fã de rock que se apaixonou por percussão depois de participar de um bloco de carnaval. O incrível artista Jorginho do Pandeiro, do grupo de choro Época de Ouro, foi a principal fonte de inspiração que levou Marcos a adotar definitivamente o pandeiro como seu instrumento principal.

Em 1990, Marcos Suzano se tornou talvez o mais gravado e aclamado percussionista do Brasil. Suas inovações técnicas no pandeiro incluem uma participação ativa da mão esquerda, que ao mesmo tempo mantém e vira o instrumento, com uma técnica de mão direita muito rápida que enfatiza ataques mais graves com a ponta dos dedos, bem como o polegar. Marcos estudou bastante ritmos Africanos e mistura livremente riffs de funk moderno, com padrões tradicionais da música brasileira. Foi bem divertido ter a chance de bater um papo com este  descontraído percussionista.
O ultimo membro a ser entrevistado foi Torcuato Mariano, um mestre da guitarra. Jeff Beck é sua principal influência estilística porém quem acha que este músico se limita a um estilo está bastante enganado. Torcuato é um artista que já participou de inúmeros projetos em diversos gêneros de música e isso fica bem evidente para quem o observa no palco. O guitarrista participou em trabalhos com nomes como Herbie Hancock, Wayne Shorter, Leo Gandelman, Sergio Mendes, etc.

O músico além de ser muito amigável, possui a rara e valiosa habilidade de incorporar vários estilos diferentes em sua personalidade musical produzindo um guitarrista que soa interessante e original em tudo que faz. Este talento único lhe trouxe a posição de um dos guitarristas mais cotados do Brasil e também prêmios como o  Sharp Prize para melhor compositor de música Pop. Além do trabalho com Djavan, Torcuato está com seu mais recente álbum disponível para compra pelo site da NuGroove Records. O nome do disco é “So Far From Home“.
Este domingo foi um dia bem especial pois pude ver de perto o que a combinação de talento com determinação pode conseguir. O motivo pelo qual pedi aos 3 por um conselho para os músicos iniciantes foi  para que eu pudesse ter para sempre, na forma de vídeo, as palavras desses mestres da música.
Fica aqui o meu agradecimento a André VasconcellosMarcos Suzano e Torcuato Mariano por um excelente show e pelo seu tempo e atenção comigo no camarim!

Previous

Getting the Internship – Mario Guthrie, Intern

Next

Future of Music Series: The Future of Broadband

3 Comments

  1. Hannak Shaaratz

    Realmente , eles são maravilhoso,também estive em vários dias do show pelo Brasil, esta combinação de conjunto juntamente com Djavan, ficou belíssimo e
    harmonioso,pois sei o quanto e exigente o mestre e poeta,acho que somente uma pessoa brilhante como Dja,
    poderia pensar neste trio , tão brilhante.Parabéns por sua postagem.
    Com carinho da….Hannak…..

  2. Ler o comentário sobre Torcuato, André e Suzano me deixa extremamente gratificado.. Por vários motivos, dentre eles, por ver a música brasileira em tão bom conceito; por conhecer pessoalmente cada um e saber que além de grandes músicos, são grandes seres humanos; por estarem dando ainda maior brilho ao trabalho de nosso mestre Djavan e por fim, por ter tido o privilégio de ter o Torcuato Mariano como produtor de meu disco, assim como o André Vasconcellos presente com seu talento em todas as faixas.
    Enfim, nós brasileiros temos que ser gratos ao talento desses caras maravilhosos!!

  3. asolarvasconcelos

    Obrigado por ler e comentar! Perguntas e sugestões são sempre bem-vindas!
    Andre Vasconcelos

Leave a Reply

Copyright © 2017 Berklee College of Music