Berklee Blogs

First-hand accounts of the Berklee experience

Inscrição para a Berklee: A porta de entrada (Parte II) (Applying for Berklee) ((Part II))

No meu primeiro post eu falei um pouco sobre a minha história. Contei como surgiu a ideia de vir fazer música em Boston e como ela desenvolveu ao longo dos anos. Falei um pouco sobre o processo da inscrição e prometi escrever sobre minha audição.


Todo ano em Novembro, um time composto por professores da Berklee e do Conservatório Souza Lima fazem as audições no Brasil, acima está a foto do grupo de 2010.

Começarei pela audição em si. Após completar minha inscrição online, eu recebi a data da minha audição em São Paulo por e-mail. Em novembro de 2007 eu viajei até São Paulo, mais especificamente até o Conservatório Souza Lima. Eu me lembro quando eu cheguei na escola, estava ansioso. Me deparei com uma grande quantidade de músicos esperando por sua hora na sala de audição e uma boa parte destes eram guitarristas.

Quando finalmente minha vez chegou eu entrei na sala de recital do Souza Lima onde uma mesa estava colocada em frente ao palco. No palco estava uma cadeira com uma estante para partitura e um amplificador em stand by. Eu ainda me lembro dos dois professores que fizeram minha audição, um deles é Assistant Chair de Ensemble na Berklee e a outra leciona Arranjo e foi uma das autoras do livro usado na escola. Eles são respectivamente Sean K. Skeete e Suzanne Dean.

Um pouco antes de entrar na sala principal onde eu toquei guitarra para os dois professores, eu fui colocado numa outra sala, para esperar pela minha vez e aquecer os meus dedos no instrumento. Durante este tempo, o time de audição nos deixa olhar os exercícios de leitura a primeira vista que serão pedidos na audição, o que foi uma tremenda ajuda.

Acredito ter tido sorte de terem sido estes os professores julgando minha audição. Fui muito bem recebido, eles foram descontraídos e respeitosos durante todo o processo. A primeira parte da audição foi a minha prepared piece, ou seja, a música que eu preparei para demonstrar minhas habilidades no instrumento.

Eu escolhi tocar com um play-along de Jamey Aebersold, a música era o standard modal de John Coltrane, Impressions, em um tempo que faz justiça a gravação original. Ainda me lembro do momento em que terminei minha apresentação, recebi aplausos dos dois professores com direito até a gritinhos de incentivo de Suzanne.

A segunda parte foi a improvisação. Me foi pedido para tocar junto a um Blues em Fá Maior. Toquei por alguns minutos e na sequência vieram os exercícios de ouvido. Suzanne foi ao piano e me pediu para copiar as melodias que ela tocava. Consegui reproduzir todas as melodias na guitarra.

Na parte final da audição eu fiz os exercícios de leitura a primeira vista. Mesmo tendo uma leitura muito mal desenvolvida, ter praticado bastante para essa audição e poder ter visto os exercícios quando estava aquecendo me fez conseguir completá-los sem erros.

Quando concluí meus longos e importantes 15 minutos de audição, Sean me perguntou se eu gostaria de estudar na Berklee no Outono de 2008, eu fiquei obviamente entusiasmado, e respondi que gostaria de ir o mais cedo possível.

Depois de sair da sala de recital do Souza Lima, fui encaminhado para o andar de baixo onde tive minha entrevista com Damien Brecken, diretor do Admissions Office. A entevista foi tranquila e simples, ele me perguntou qual era o caminho que eu gostaria de percorrer na escola, o motivo pelo qual escolhi a Berklee e como eu poderia contribuir para a instituição.

Na parte seguinte e final deste post, irei descrever como procedi a partir do momento que recebi minha carta de aceitação e meu resultado de bolsa de estudo. Obrigado pela atenção!

Previous

感受波士頓感受感恩節-Experiencing the Thanksgiving in Boston

Next

Meet our Staff: Jenna Logue

4 Comments

  1. Vitor

    Muito bom, e de grande ajuda para quem quer ir para breklee, grande incentivo.

    Eu achei o blog pelo orkut, gostaria que você me adicionasse no orkut, tenho algumas duvidas e gostaria se pudesse me ajudar.

    http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=10715044079924877819

    obrigado.

  2. Evaristo

    E ae André, blz?

    Parabéns pela sua carreira… é muito bacana ver brasileiros brilhando aí fora, qto mais em Berklee
    Fiz IAV em Sao Paulo, curso fundamental de áudio, uns seis meses de carga horaria, em 2004!
    Trabalhei desde então em muitos shows ao vivo, e em estúdio fiz vários trabalhos tb !
    Gostaria de saber qual o caminho certo pra fazer o curso de Producao Musical e Engenharia, MPE
    já que queria me aprofundar nessa área pois tenho uma certa experiencia e conhecimento técnico tb !
    Quero me qualificar nessa área e voltar melhor colocado no mercado nacional, além de vivenciar a experiencia de morar fora, nos EUA, estudando áudio ! Seria incrível.
    Me ajuda ae por favor
    Abraços

  3. Murillo Andrade

    Olá! Muito bom seu post, pra mim foi uma luz, essa é a escola que sempre procurei pra estudar guitarra. Obrigado!

    Só uma pergunta, como estava seu inglês quando você decidiu estudar em Berklee?

  4. Tainá

    Estava precisando de um blog como o seu mesmo! Alguma chance de trocarmos emails a respeito?

Leave a Reply

Copyright © 2017 Berklee College of Music