Berklee Blogs

First-hand accounts of the Berklee experience

global-initiatives

Dicas de gravação e mixagem

Vinicius Sa
Vinícius Cavalieri de Sá Coutinho, born in São Paulo on March 8, 1992, is a Brazilian guitarist and composer. 
Este assunto pode interessar às pessoas que produzem suas próprias músicas em um home
studio, ou produzem músicas de outras bandas, ou jingles. Não importa qual seja a área, vou
contar um pouco das dificuldades que já tive com microfonação dos instrumentos e mixagem.

Analisando um pouco das minhas primeiras experiências com gravação no passado. Comecei com o Garage Band e uma interface de áudio Digidesign MBox 2, um equipamento razoavelmente bom para poder começar. Sempre gravava tudo no talo sem nem olhar o ganho dos canais na placa. O resultado disso era uma gravação suja e sem definição nenhuma. Mas naquela época não entendia muito e não era muito exigente em relação a isso, se estivesse registrado já estava valendo. Mixar? Nem sabia o que era isso. Equalizar? A única vez que eu fazia isso era quando mexia nos botões dos pedais de guitarra que tinha na época.

Conforme o tempo foi passando, meu ouvido começou a ficar mais exigente e ao ouvir as gravações antigas que havia feito, fiquei decepcionado com a indefinição das frases na música, o excesso de grave, falta de peso. E comecei a me perguntar como que as músicas que ouvia nos CD’s tinham tanto punch e peso. Foi aí que também comecei a fazer um curso de acústica e produção musical.

Embora estes cursos ajudem muito a treinar o ouvido para certas frequências e saber como funcionam compressores e equalizadores, não tem nada como a experiência prática no dia-a-dia. Comecei a compor e gravar músicas em casa com um microfone condensador Samson C01. Como não estava com amplificador de guitarra, gravava ela diretamente no Logic utilizando plug-ins como Amplitube e Guitar Rig. Já para o violão sempre utilizei o microfone, porque o som de linha do violão é extremamente peculiar e até um pouco estridente, possui muito médio-agudo e agudo.

Uma dica que sempre segui de um professor de masterização foi: “antes de começar a gravar, deixe todos os faders dos canais em -6.0 dB”. Assim, o volume não é super-saturado e você tem a possibilidade de ajustar o volume na hora da mixagem. Isso já deixa a gravação um pouco mais “limpa”. Uma das minhas dificuldades era saber onde colocar o microfone na hora de gravar o violão. Em um processo tedioso, porém necessário, de ir tocando o violão e deslocando o microfone ao redor do violão, percebi que quando mais perto da boca do violão (corpo), o microfone irá captar em excesso a frequência médio-grave, e consequentemente embolar o som. Quanto mais perto do braço, mais da frequência médio-aguda será captada.

Studio B01 @ Berklee

Depois de muitas tentativas de posicionamento do microfone para gravar violão, percebi que o melhor lugar para microfoná-lo é à vinte centímetros de distância da décima segunda casa do violão (oitava), com a cápsula apontando para a boca do violão. Deste jeito há um certo equilíbrio entre as frequências. Recomendo esta maneira para gravar violão usando palheta. Para um violão dedilhado, desloco o microfone um pouquinho em direção a boca para registrar um pouco mais do médio-grave e deixar o som mais encorpado. Deste jeito, a equalização será muito mais simples. Uma dica valiosa: sempre grave do melhor jeito que você puder. Poupará MUITO trabalho na hora da mixagem.

Se você tiver dois microfones, melhor ainda. É ideal para captar toda a gama de frequências do instrumento, posicionando um bem perto do corpo do instrumento e outro perto headstock. Cuidado com o posicionamento dos dois, as cápsulas alinhadas retas para não ter problemas de cancelamento de fase. Assim, a imagem “stereo” do instrumento será maior e mais envolvente na hora de ouvir a gravação. Já vi também técnicas onde são posicionados dois microfones do lado dos ouvidos do violonista, ou seja, eles irão captar o som que ele ouve. Importante lembrar que não existe certo ou errado, existe novas maneiras e experimentos que você pode fazer com mais de um microfone.

Piano recording @ Berklee

Como o microfone condensador é muito sensível, ele irá captar também frequências graves que podem ser consideradas como “sujeiras”. Para evitar “embolamento” existe o maravilhoso “low cut” no equalizador, onde você pode cortar todas as frequências graves que não são necessariamente da natureza sonora do violão (abaixo de 100 Hz).

E uma coisa extremamente importante que faz toda a diferença: dobrar a track. No momento em que você terminar de gravar o violão, abra outra faixa e grave exatamente o que você acabou de gravar de novo. Feito isso, deixe a primeira faixa com o pan totalmente virado para o falante esquerdo e a segunda faixa com o pan totalmente virado para o falante esquerdo. Este processo de “dobrar” as faixas ajuda a deixar o som muito mais encorpado e vivo, além de aumentar muito a imagem “stereo” da gravação.

Aprendi recentemente uma técnica de gravação para contra-baixo ao produzir e gravar músicas da minha banda. No caso, as músicas eram “metal”, exigindo bastante peso. E simplesmente descobri o melhor jeito de gravar contra-baixo para este estilo pelo menos: plugar o baixo a um pedal de overdrive, microfonar o amp de baixo utilizando um microfone de “bumbo” (mais sensível as frequências graves) e somar com o sinal “line out” do amplificador. No amplificador, deixe o “bass” no máximo e tire as frequências “mid” e “treble”. Deste jeito, o microfone irá captar somente o grave, enquanto que o sinal line out é livre de alterações pelas regulagens do amplificador. Assim você terá um canal com a frequência grave e outro com a frequência aguda, podendo somá-los e controlá-los independentes um do outro. O overdrive deve ser usado com o ganho muito baixo. Ele ajuda a encorpar o som do baixo e trazer peso para a gravação.

Vale lembrar que trocar as cordas dos instrumentos antes de gravar é imprescindível.

Students mixing @ Berklee Studios

 

 

Vinicius Sa

Vinicius Sa

Vinícius Cavalieri de Sá Coutinho, born in São Paulo on March 8, 1992, is a Brazilian guitarist and composer who is majoring in Film Scoring. Vinicius works as the Online International Ambassador for Portuguese language since January, 2014.
Vinicius Sa

Previous

Women of the World feat. Anyango

Next

关于交学费 About paying the tuition

1 Comment

  1. João Pontes

    Amigo, gostei muito das suas dicas. Em relação ao baixo, as duas faixas gravadas ficam no centro do stereo mesmo? E sobre o violão, como pode haver o cancelamento de fase? Existe algum programa pra simular essa captação de amp do baixo, usando ele somente em linha? Desde já te agradeço. Abs.

Leave a Reply

Copyright © 2016 Berklee College of Music